Resenha | Querubins - A Balança do Coração, de Martha Ricas

terça-feira, julho 04, 2017


Ashira é uma querubim conhecida pelo coração bondoso e pela doçura na voz. Enviada para a Terra, numa missão na Florença Renascentista, Ashira precisa se infiltrar entre os humanos, entrar no Palácio dos Médici - a poderosa família que tem Florença na palma da mão - e impedir que uma guerra espiritual aconteça. Mas, para isso, Ashira precisa encontrar um atalaia (pessoa que tem o poder de enxergar as criaturas) para ajudá-la, entretanto, o jovem escolhido pode não estar preparado, pode nem ter desenvolvido o seu dom, e isso dificulta ainda mais a missão da Querubim.
"Só podemos amar quando conseguimos nos colocar no lugar de outro alguém, com seus defeitos e predicados e ainda assim, sentir empatia."


Enquanto isso, Lucca, um jovem e humilde pintor se encanta pelas feições e traços únicos de Ashira. Resolve, então, pintá-la e o quadro do Anjo se torna a porta de entrada de Lucca para o mundo das grandes artes no solo italiano.
“Ela era linda. Sei que sou apenas um jovem que não sabe de nada e pouco viu na vida simples que tenho. Mas, aquele rosto não era nem de longe algo comum como os das moças que conheci ou mesmo das pinturas que raramente conseguia ter o prazer de vislumbrar.”

Seria Lucca apenas um mero pintor apaixonado?
Seria Ashira capaz de realizar sua missão?
Quais segredos a família Médici esconde?
Que mistério há por trás de um quadro escondido na parede?
Quantas camadas de tinta foram necessárias para esconder as traições e as mentiras na cidade mais artística do mundo?
"Humanos são contraditórios, é fato, mas podem ser as mais belas criaturas de Deus quando abandonam a escuridão."
Querubins, A Balança do Coração me encantou! Em alguns capítulos fiquei emocionada com a doçura da Ashira, em outros vibrei com a aparição de alguns personagens e, mais precisamente, no capítulo XXIII eu me arrepiei! Foi lindo - lindo, gente! - ver Ashira em ação, e tomar o banho de arte, pintura e beleza que as páginas do livro exalam. Assim como a Chaya (querubim do livro 1, leia a resenha), Ashira ganhou o meu coração e eu senti uma vontade enorme de abraçá-la e pedir que ela cantasse uma canção para mim.


As personagens femininas da autora são exatamente do tipo que eu gosto e admiro. Nem sempre a força delas está em [somente] saber manejar uma espada ou na língua afiada; algumas mulheres têm uma força que vem do  coração e se manifesta em forma de doçura. As camadas das personagens da Martha é uma das coisas que mais me encantam. A escrita da Martha Ricas é rica e gostosa, e eu não canso de elogiar! Mais uma vez - assim como no livro anterior - é notável o conhecimento da autora naquilo que ela se propõe a fazer, e ela escreve com autoridade!
"Devo ter sido um assistente negligente e desatento durante todo o dia, mas Sânzio foi paciente, chamando minha atenção quando o rosto de Ashira tomava minha mente por completo e eu me perdia em pensamentos."
Por último, quero parabenizar e agradecer a Editora Coerência pelo belíssimo trabalho que fizeram em Querubins. É raro, infelizmente, ver editoras caprichando nas edições de livros nacionais, e Querubins, não só no conteúdo, mas também no visual, é uma obra de arte! Recomendo a leitura para todos que gostam de fantasia, ação e uma pitadinha de romance. <3

NOTA: 4,5/5 | SKOOB | COMPRE | SITE DA AUTORA

Sinopse: O solo italiano sempre foi marcado pela violência de seus moradores, seja por suas batalhas ou paixões. A doce querubim Ashira é enviada à bela cidade de Florença, no coração da Itália renascentista. O lugar exala arte, beleza e romance, contudo são nos segredos mais profundos dos corações de seus moradores que ela deve adentrar, sendo enviada para a casa de seus governantes implacáveis, os Médici. Dentre os humanos que se colocam em seu caminho, estão Lucca Amato, um jovem pintor que acaba se encantando por ela, e a donzela Graziella di Médici, a herdeira temperamental para quem trabalha disfarçada de dama de companhia. Uma traição coloca seus destinos em risco e uma guerra entre coração, razão e egos sacode as muralhas da cidade das artes. Cenários estonteantes, intrigas familiares e batalhas sangrentas marcaram Florença e impactarão o leitor nesta nova inserção querubim.

Você pode gostar também

0 comentários

Sua opinião é muito importante para mim. <3
Volte sempre!